Primeira filial carioca do negócio paulistano especializado em carnes argentinas, a casa abriu as portas em 25 de junho, no Rio Design Barra. Mesmo com o brilho ofuscado pela chegada à cidade, quase simultaneamente, do conterrâneo Rubaiyat, concorrente de peso aberto dois dias depois, no Jockey, trata-se de uma ótima notícia. Amplo, o salão tem decoração clean, em que predominam o branco e detalhes em tons pastel. O cardápio é o mesmo servido nas outras unidades ? três na capital paulista, uma em Brasília e outra em Curitiba, com a maior parte dos itens oferecida em dois tamanhos (inteiro e meia porção). Depois do pão com chimichurri, simpática cortesia, três pedidos compuseram um animador abre-alas: a saborosa linguiça chorizo (R$ 30,00 a inteira e R$ 22,00, a meia), a morcilla (R$ 38,00 e R$ 20,00), bem temperada e de interior cremoso, e a empanada (R$ 8,00 a unidade), que, apesar da massa um tanto molenga, foi redimida pelo delicioso recheio de queijo grana padano com abobrinha. Adiante, foram postos à prova o ojo del bife (R$ 129,00 e R$ 83,00) e o fraldão (R$ 128,00 e R$ 81,00), uma generosa peça de vacío, ambos servidos em ponto correto e com pouco sal, como manda a tradição portenha. As porções maiores servem, pelo menos, duas pessoas.

Da seleção de acompanhamentos, agradaram as rodelas de batata crocante, cobertas por alho e salsinha (R$ 26,00). A tentadora panqueca de doce de leite, servida com sorvete de creme (R$ 24,00 e R$ 18,00), fechou o percurso. Boa sugestão da carta de vinhos, o tinto Memoro (R$ 104,00) é produzido na Toscana a partir de um curioso corte de quatro uvas de diferentes regiões da Itália: primitivo da Puglia, montepulciano de Abruzzo, nero d?Avola da Sicília e merlot do Vêneto.

http://www.corrientes348.com.br